Social:
Um bebé de cinco meses e mais dois pacientes de hospitais nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira foram transportados com urgência pela Força Aérea portuguesa nas últimas 48 horas.
Procuradoria-geral da República anunciou a abertura de inquérito sobre a morte do bebé cuja mãe foi transferida por falta de incubadoras. Hospitais de Faro e Amadora-Sintra anunciaram o mesmo.
Hospital de Faro vai abrir inquérito sobre a morte do bebé cuja mãe foi transferida para Lisboa por falta de incubadoras. Bastonário da Ordem dos Médicos exigiu investigação.
Hospitais de Faro e Amadora-Sintra já anunciaram abertura de inquéritos. A mulher, grávida e com 32 semanas de gestação, foi transferida do Hospital de Faro para o Hospital Amadora-Sintra. O bebé acabou por morrer depois do parto.
A mulher, grávida e com 32 semanas de gestação, foi transferida do Hospital de Faro. Os motivos que conduziram à transferência não foram ainda oficialmente esclarecidos.
O representante da Ordem dos Médicos no sul do país disse que a maioria dos obstetras já entregou pedidos de escusa de responsabilidade.