Social:
Forumenfermagem

Forumenfermagem

quinta, 14 novembro 2019 08:09

Em nome de um mundo sem diabetes

Em Portugal, estima-se em mais de um milhão o número de pessoas com diabetes, a esmagadora maioria tipo II. Inevitavelmente, todos conhecemos pelo menos uma pessoa com diabetes. Ou mais. Muito provavelmente, mais. Hoje é Dia Mundial da Diabetes.
Petição foi lançada pela associação ecologista ZERO, pelo Movimento Escolas Sem Amianto – MESA e pela Federação Nacional de Professores (Fenprof).
O médico Cunha Ribeiro, era presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa, quando esteve em 2012 numa reunião da administração da farmacêutica Octapharma, em Paris, onde jantou com o então CEO do grupo.
Uma equipa da Universidade de Coimbra e outra da Universidade Nova de Lisboa foram distinguidas com os Prémios Pfizer de 2019 no valor de 25 mil euros, cada um.
Membro da Sociedade Europeia de Oncologia Médica, a médica Fátima Cardoso sugere que Infarmed possa usar a ferramenta, que pode trazer mais transparência às escolhas dos medicamentos a aprovar e comparticipar.
Primeiro despacho do novo secretário de Estado da Saúde criticado pelo presidente da associação de administradores hospitalares. “É objectivamente necessário contratar mais pessoas, até para reduzir custos com as horas extraordinárias”, diz Alexandre Lourenço.
O caso foi exposto pelo jornal britânico Financial Times, que analisou uma centena de sites de saúde que partilham nomes de medicamentos e pesquisas sobre sintomas com plataformas como o Facebook, Google e Amazon.
As vítimas são, na sua maioria, do sexo masculino, negros, pobres, que vivem nas periferias e em áreas metropolitanas das grandes cidades, em bairros desprovidos de serviços básicos de saúde, assistência social, educação, cultura e lazer.
O Barómetro da Saúde Oral faz um retrato do estado da dentição dos portugueses e indica que cerca de 10% não tem qualquer dente — mas cada vez têm mais opções de dentes substitutos, sublinha o relatório.
Associação de Médicos pela Formação Especializada fala em “situação insustentável” e calcula que, se nada mudar entretanto, haverá mais de quatro mil médicos sem especialidade até 2021.