Social:
quarta, 12 maio 2010 02:27

Barómetro Forumenfermagem: Que futuro para a Profissão?

Escrito por  Enf. Pedro Machado, Enf. Pedro Silva, Enf. José Martins

Índice

 

2 - Em que medida considera adequadas as seguintes situações

83% dos participantes discorda do número de escolas abertas em todo o País. As alterações sócio-económicas e as políticas de saúde não têm privilegiado a contratação dos enfermeiros necessários ao normal e seguro funcionamento da maioria dos serviços; paralelamente, o aumento da idade para a reforma e o ritmo de formação nas escolas de enfermagem determinam o aumento exponencial do desemprego na profissão, factos que poderão estar na origem desta opinião.

 

As áreas de especialização em enfermagem são consideradas desadequadas por 51% dos participantes, sendo que 44% destes discorda com o facto de enfermagem terminar com licenciatura e 52% prefere o mestrado integrado, 35% concorda com o Modelo de Desenvolvimento Profissional proposto pela OE mas 38% não tem opinião formada (facto que é olhado com alguma preocupação, pois o desconhecimento não é favorável á implementação deste modelo; a OE tem-se desdobrado em iniciativas de divulgação do modelo, serão suficientes?).

Três em cada quatro participantes (75%) consideram que é escassa a existência de indicadores que traduzam os ganhos de saúde decorrentes dos cuidados de enfermagem, disponíveis nas posições de topo/gestão, que influenciem a tomada de decisão ao nível da gestão, o que vai de encontro à opinião expressa anteriormente sobre os registos de Tipo II e sua utilidade nesta matéria e reflecte a percentagem (45%) de enfermeiros que ainda elaboram esses registos segundo o Tipo I.

 

Relativamente às organizações que regulamentam a profissão e os aspectos sociais da mesma (remunerações, carreiras e afins), 63% dos participantes discordam da importância do papel da OE na defesa da profissão e 56% concordam com o papel dos sindicatos nessa matéria. Estes resultados podem ser motivados por diversas condicionantes: qual o conceito de cada participante sobre qual o papel destas organizações na defesa da profissão; quais as iniciativas recentes ou longínquas que terão influenciado o resultado (se por exemplo, à data da colheita de dados do Barómetro, a recente greve de enfermeiros de final de Março terá condicionado uma resposta positiva pelos participantes face aos sindicatos); qual a divulgação (timing, pertinência, acessibilidade) do trabalho destas organizações entre os enfermeiros, entre muitas outras.

 

Sendo que para ambas organizações, 19% dos participantes não manifestaram opinião positiva ou negativa, o facto de a maioria ter considerado o trabalho da OE menos importante na defesa da profissão é preocupante: estará esta a cumprir o disposto na primeira de todas as alíneas que concernem às atribuições da Ordem? Será que esta se mantém informada e se manifesta em conformidade às constantes e crescentes, directas e obscuras ameaças com que quase todos os dias a Enfermagem é confrontada? Se o fazem, dão disso conhecimento aos membros? Estará estabelecida uma relação de proximidade entre esta organização e os seus membros? Estarão estes últimos dispostos a colaborar, relatar e denunciar todas estas ameaças? E quanto aos sindicatos? Existem formas de melhorar a adesão dos enfermeiros, de forma a reforçar o poder negociador destes? Serão as iniciativas propostas exequíveis, eficazes e eficientes? Estão decididos a lutar e estão abertos a novas ideias? Para quando, de acordo com a alínea O) das atribuições da OE, novas colaborações entre OE e sindicatos, por forma a reforçar o poder negociador da classe?

 

 

Nr de escolas de enfermagem abertas em todo o país

Nada adequado 508 52%
Pouco adequado 298 31%
Sem opinião 64 7%
Adequado 85 9%
Muito adequado 19 2%

 

 

 

As actuais áreas dos cursos pós-graduação de especialização em Enfermagem

Nada adequado 97 10%
Pouco adequado 401 41%
Sem opinião 203 21%
Adequado 267 27%
Muito adequado 6 1%

 

 

 

Segundo Bolonha, enfermagem terminar com Licenciatura

Nada adequado 176 18%
Pouco adequado 249 26%
Sem opinião 224 23%
Adequado 251 26%
Muito adequado 74 8%

 

 

 

Modelo de Desenvolvimento Profissional (certificação de competências clínicas e individualização de especialidades) proposto pela Ordem dos Enfermeiros (OE)

Nada adequado 85 9%
Pouco adequado 178 18%
Sem opinião 370 38%
Adequado 288 30%
Muito adequado 53 5%

 

 

 

Qual o seu nível de concordância em relação às seguintes situações e o seu impacto para o crescimento e afirmação da Enfermagem enquanto profissão e disciplina científica autónoma ? - O curso de Enfermagem terminar com Mestrado Integrado

Discordo em absoluto

58 6%
Discordo 157 16%
Não concordo nem discordo 249 26%

Concordo

332 34%
Estou totalmente de acordo 178 18%

 

 

 

É escassa a existência de indicadores que traduzam os ganhos de saúde decorrentes dos cuidados de enfermagem, disponíveis nas posições de topo/gestão, que influenciem a tomada de decisão ao nível da gestão

Discordo em absoluto

17 2%
Discordo 56 6%
Não concordo nem discordo 161 17%

Concordo

482 49%
Estou totalmente de acordo 258 26%

 

 

 

A OE tem tido um papel importante na defesa da profissão (no que lhe compete)

Discordo em absoluto

238 24%
Discordo 382 39%
Não concordo nem discordo 183 19%

Concordo

158 16%
Estou totalmente de acordo 13 1%

 

 

 

Os Sindicatos têm tido um papel importante na defesa da profissão (no que lhe compete)

Discordo em absoluto

50 5%
Discordo 196 20%
Não concordo nem discordo 182 19%

Concordo

447 46%
Estou totalmente de acordo 99 10%

 

 

 


Ler 30904 vezes