Social:
quarta, 12 maio 2010 02:27

Barómetro Forumenfermagem: Que futuro para a Profissão?

Escrito por  Enf. Pedro Machado, Enf. Pedro Silva, Enf. José Martins

Índice



2 - Enfermagem e medidas reivindicativas

 

Uma percentagem significativa dos participantes no barómetro (41%) refere ter participado na última manifestação em Lisboa. Quanto ao impacto dessa iniciativa na sociedade portuguesa, a opinião encontra-se dividida, sendo que 40% referem que a dita manifestação teve algum impacto e 30% refere ter tido bastante e muito; 65% referem ter havido pouco a nenhum impacto na alteração das políticas governamentais face à Enfermagem; finalmente 31% dos participantes considera que teve pouco impacto na comunicação social e 43% algum.

 

Participou na última manifestação de enfermeiros, em Lisboa, a 29 de Janeiro?

Sim

402 41%
Não 572 59%

 


2.1 - Impacto das últimas medidas reivindicativas

 

 

Na sociedade Portuguesa

Nenhum

54 6%
Pouco 243 25%
Algum 388 40%
Bastante 243 25%
Muito 46 5%

 



Na política do governo face à enfermagem

Nenhum

227 23%
Pouco 408 42%
Algum 252 26%
Bastante 73 7%
Muito 14 1%

 


Na comunicação social

Nenhum

57 6%
Pouco 302 31%
Algum 422 43%
Bastante 160 16%
Muito 33 3%

 




2.2 - Qual o seu nível de concordância em relação às seguintes medidas de reivindicação, na eventualidade de um futuro impasse nas rondas negociais da Carreira de Enfermagem

 

 

A grande maioria dos participantes (94%) discorda aceitar a proposta do Governo dos actuais 1020€ mensais. Sugeridas determinadas acções reivindicativas:

  • 80% concorda e 10% discorda da entrega de petição na Assembleia da República (a proposta que reúne maior consenso).

  • 77% concordam e 10% discordam de nova manifestação;

  • 67% concorda e 13% discorda de greve nos blocos operatórios com financiamento de toda a classe;

  • 60% concorda e 19% discorda de buzinão em todas as cidades do País;

  • 46% concordam e 31% discordam de nova greve de 3 dias;

  • 42% concorda e 44% discorda de greve por tempo indeterminado sem serviços mínimos;

  • 36% concordam, 37% discordam e 27% não têm opinião (a mais alta taxa de indecisão) sobre a proposta de despedimento colectivo;


Concluí-se por isso que os participantes, na sua maioria, se encontram mais dispostos para realização de petição, buzinão, nova manifestação e greve nos blocos operatórios com financiamento de toda a classe!

Aceitar a proposta do Governo de 1020€

Discordo em absoluto

642 66%
Discordo 271 28%
Não concordo nem discordo 43 4%

Concordo

17 2%
Estou totalmente de acordo 1 0%

 


Nova greve de 3 dias

Discordo em absoluto

112 11%
Discordo 196 20%
Não concordo nem discordo 220 23%
Concordo 300 31%
Estou totalmente de acordo 146 15%

 

 

 

Greve por tempo indeterminado (COM Serviços Mínimos)

Discordo em absoluto

69 7%
Discordo 141 14%
Não concordo nem discordo 155 16%
Concordo 347 36%
Estou totalmente de acordo 262 27%

 


Greve por tempo indeterminado (SEM Serviços Mínimos)

Discordo em absoluto

181 19%
Discordo 244 25%
Não concordo nem discordo 148 15%
Concordo 161 17%
Estou totalmente de acordo 240 25%

 


Proposta de despedimento colectivo

Discordo em absoluto

154 16%
Discordo 204 21%
Não concordo nem discordo 267 27%
Concordo 190 20%
Estou totalmente de acordo 159 16%

 



Greve nos blocos operatórios, com financiamento de toda a classe

Discordo em absoluto

51 5%
Discordo 82 8%
Não concordo nem discordo 188 19%
Concordo 308 32%
Estou totalmente de acordo 345 35%

 


Manifestação

Discordo em absoluto

29 3%
Discordo 65 7%
Não concordo nem discordo 125 13%
Concordo 411 42%
Estou totalmente de acordo 344 35%

 



Buzinão em todas as cidades do País no mesmo dia

Discordo em absoluto

59 6%
Discordo 128 13%
Não concordo nem discordo 199 20%
Concordo 294 30%
Estou totalmente de acordo 294 30%

 



Petição a entregar na Assembleia da República

Discordo em absoluto

25 3%
Discordo 46 5%
Não concordo nem discordo 126 13%
Concordo 339 35%
Estou totalmente de acordo 438 45%

 



Ler 30896 vezes