Social:

Inquérito mostra que os portugueses acham que a Saúde não é uma prioridade. Apontam os longos tempos de espera para consultas e cirurgias e a falta de médicos para justificar essa conclusão. Mais: os hospitais privados têm melhor imagem. Mas é sobretudo aos públicos que as pessoas vão, desde logo porque é "mais barato".
Na audiência geral desta manhã, dedicada ao mandamento "Não matar", o Papa Francisco criticou uma cultura de desprezo da vida e apelou ao acolhimento e ao combate ao egocentrismo.
Centenas de cirurgias adiadas um pouco por todo o país, devido à greve dos enfermeiros, que em alguns hospitais está a ter uma adesão de 100%. Cirurgias de urgência asseguradas por serviços mínimos.
As duas unidades de cirurgia ambulatória dos hospitais de Portimão e Faro estão encerradas devido à greve dos enfermeiros, que provocou também o cancelamento de 40 cirurgias.
Três em cada quatro portugueses consideram que a saúde não é uma prioridade para o Governo, apontando para pouca preocupação com os utentes, demoras no atendimento e falta de profissionais de saúde.
quarta, 10 outubro 2018 12:00

Todos temos o preconceito da loucura

A doença mental é um ponto de chegada, jamais é um ponto de partida, o que é uma excelente notícia porque através da prevenção podemos combater esta epidemia silenciosa que afecta 700 milhões de pessoas em todo o mundo, fazendo um verdadeiro investimento na vida de todos nós.
quarta, 10 outubro 2018 06:14

Onde pára o trabalho da Comissão?

Começa a ser estranho que não se conheça ainda a proposta do Governo para a revisão da Lei de Bases da Saúde.
Por que esperamos para apetrechar os agrupamentos em geral com meios bastantes para uma atuação eficiente e atempada com os alunos disléxicos?