Social:

A Ordem dos Médicos considera que as críticas ao uso de anéis, pulseiras e gravatas por parte dos médicos são afirmações “avulsas e absurdas” e atribui as infecções hospitalares a outras causas como a falta de pessoal.

 

O Ministério da Saúde espera chegar ao final do ano com uma dívida total de 1.500 milhões de euros, valor que considera "historicamente muito baixo", anunciou hoje o secretário de Estado Manuel Teixeira.

O diretor do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências fez, esta segunda-feira, um balanço "claramente positivo" dos seis meses da entrada em vigor da lei que proibiu a venda de drogas em "smartshops".

 

Ministro da Saúde diz que regularização das dívidas do sector continuará a ser uma prioridade para 2014. Objectivo é fechar ano com dívida de 1500 milhões, metade da que existia em 2011.

Paulo Macedo é o primeiro ministro a explicar no Parlamento o Orçamento do Estado para 2014 na especialidade.

 

A família de um idoso que veio a morrer depois da queda de uma cama num hospital privado em Aveiro, decidiu processar a unidade hospitalar, exigindo uma indemnização de mais de 100 mil euros.

Despacho define seis centros que podem recorrer a fármacos inovadores em oncologia e oftalmologia. OM denuncia processo "potenciador de racionamento"

 Essa constatação pode ser de grande utilidade em países com poucos recursos e má distribuição de trabalhadores sanitários, indica o artigo.