Social:
segunda, 11 agosto 2014 12:41

Internalização de análises clínicas gera discórdia

As novas medidas de internalização das análises clínicas por parte da ULSNE (Unidade Local de Saúde do Nordeste) levaram a Associação Nacional de Laboratórios Clínicos (ANL) a marcar para esta tarde, às 16h, uma reunião com as principais entidades intervenientes no nordeste transmontano.

Presentes no encontro que visa esclarecer os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) estarão as Ordens dos Médicos e dos Farmacêuticos, autarcas, deputados regionais, entidades da Santa Casa da Misericórdia e associações empresariais e industriais da região.

Com o intuito informar os utentes sobre as consequências das medidas de internalização, será apresentado o documento "Análises Clínicas no Nordeste Transmontano: 5 pontos que os utentes devem saber". Desta forma, os utentes poderão também ficar a par dos direitos que lhes são devidos.

O grande objetivo da reunião passa pelo debate da defesa do SNS, do qual os laboratórios clínicos fazem parte. De acordo com a ANL, e como consequência das novas medidas, os laboratórios privados poderão deixar de prestar serviços ao Serviço Nacional de Saúde.

O fim da rede de laboratórios clínicos na região foi também apontado pela associação, em comunicado, como um dos possíveis efeitos da internalização das análises clínicas. A reunião acontece no Auditório da Escola Superior de Saúde - Instituto Politécnico de Bragança.

FONTE: http://bit.ly/1pL2Y80

Ler 2635 vezes