Social:
quinta, 10 abril 2014 16:56

Hospitais públicos têm preços mais baratos do que os privados

 

Os preços definidos nas tabelas do Serviço Nacional de Saúde (SNS) são inferiores aos cobrados pelos hospitais privados, à excepção das diárias de internamento que são mais caras no sector público.

 Não sei o que é mais absurdo... se é a existência duma tabela de preços a nível nacional e ao mesmo tempo ter Entidades públicas empresariais no SNS(pressupondo uma gestão mais adequada à concorrência, melhoria do serviço aos clientes, maior eficiência e logo preços diferenciados e resultados diferentes/melhores), se um modelo de financiamento que financia ao acto, ou seja, que incentiva a que se prestem mais intervenções invasivas e potencialmente lesivas da segurança dos doentes. Será que algum dia vamos debater, concluir e adoptar um novo modelo de financiamento do sistema de saúde português mais adequado à especificidade da Saúde(um mercado com características muito particulares)?

E como é que as Instituições privadas incorrem no mesmo erro de tabelar preços a nível nacional, cometendo a proeza de ter preços mais altos do que na gestão pública, em muitos dos serviços?

Não sendo eu economista, mas como é que se chega ao preço dum produto, seja ele de que natureza for( preço dum cuidado de saúde por exemplo) ?

Leitura complementar: Tabela de preços do Serviço Nacional de Saúde, será isto normal?

NOTA do editor: Mauro Rosa

"Há áreas em que a diferença de preços é substancial. Um exemplo: no sector privado, os partos custam cerca de nove vezes mais do que no público, conclui a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) num parecer esta quinta-feira divulgado e que se baseia na análise de uma pequena amostra de hospitais de média e grande dimensão privados e na tabela de preços do SNS.

Também as mamografias e as colonoscopias são substancialmente mais caras nos hospitais privados considerados, constatam os autores do “Parecer sobre os limites aos preços que os hospitais públicos podem praticar na sua relação com terceiros”, que foi pedido à ERS pelo ministro da Saúde. Uma mamografia está tabelada por 20,50 euros no SNS, enquanto valor médio praticado pelos privados para este mesmo exame é de 87,25 euros. Já uma colonoscopia total tem o preço de 73,80 euros no SNS, enquanto nos privados fica, em média, por 267,50 euros.

Mas há um factor que pode justificar diferenças tão significativas, alerta a ERS. No sector público, os preços estão tabelados por grupo de diagnóstico homogéneo (GDH), um sistema de classificação de episódios agudos de doenças, e não é possível perceber se estes GDH acompanharam a evolução dos custos suportados pelos hospitais ao longo dos anos. O exemplo dos partos é paradigmático: um parto vaginal sem complicações tinha em 2003 um preço de 920,92 euros no SNS, valor que subiu 3% até 2009 para em 2013 cair 69% para 292,46 euros e este ano ainda ter diminuído mais 1%.

Um dos objectivos era o de perceber se fará sentido reduzir os preços no SNS, face à nova realidade decorrente da directiva transfronteiriça dos cuidados de saúde (que permite aos cidadãos da UE tratarem-se noutro Estado-membro, dentro de certas condições). A flexibilização de preços dos hospitais do SNS gera oportunidades mas acarreta riscos que importa acautelar, avisam os autores do estudo. As oportunidades passam pelo aumento do rendimento, que contribuirá para o equilíbrio financeiro dos hospitais, e por uma melhor utilização da capacidade instalada.

Mas, tendo em conta as características especiais do serviços de saúde, a redução de preços terá um impacto concorrencial limitado pela probabilidade de as pessoas interpretarem a redução como uma diminuição da qualidade dos serviços, alertam. Reduções relevantes no nível dos preços dos hospitais do SNS podem mesmo ter um efeito perverso porque, ao acarretarem o risco de afectar a reputação desses estabelecimentos, podem conduzir a uma diminuição da procura, concluem."

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/hospitais-do-sns-tem-precos-mais-baratos-do-que-hospitais-privados-1631730

 

Ler 3412 vezes