Social:
domingo, 23 fevereiro 2014 14:53

Consumo de medicamentos cardiovasculares quase duplicou numa década

Uma análise dos padrões de utilização e despesa em Portugal Continental entre 2000 e 2011» indica que, nesse período, o consumo destes fármacos subiu 94%.

 

O consumo de medicamentos cardiovasculares quase duplicou numa década e, em 2011, representou uma despesa diária para o Estado de quase 1,8 milhões de euros, revela um estudo da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed).
O estudo «Medicamentos do Aparelho Cardiovascular: Uma análise dos padrões de utilização e despesa em Portugal Continental entre 2000 e 2011» indica que, nesse período, o consumo destes fármacos subiu 94%.
Calculado em Doses Diárias Definidas por 1.000 habitantes, o consumo passou de 288,4 doses diárias em 2000 para 558,7 em 2011, tendo sido o aumento «mais evidente» nos anti-hipertensores (99%) e antidislipidémicos.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=686581

Ler 2237 vezes