Social:
sexta, 25 julho 2014 20:04

Nigéria confirma primeiro caso mortal do vírus Ébola na cidade de Lagos

As autoridades nigerianas confirmaram hoje o primeiro caso mortal do vírus Ébola em Lagos, a cidade mais populosa de África, ao anunciarem a morte de um cidadão liberiano que se encontrava em regime de quarentena.

“O doente foi submetido a testes médicos (…) que se revelaram positivos ao vírus Ébola”, a causa da sua morte, declarou aos ‘media’ locais o ministro da Saúde nigeriano, Onyebuchi Chukwu.

O doente, com 40 anos, chegou no domingo à capital económica nigeriana proveniente de Monróvia, via Lomé, no Togo. Foi hospitalizado após violentos vómitos e diarreias.

O liberiano foi colocado em regime de quarentena por apresentar sintomas associados ao vírus Ébola, que já vitimou mais de 600 pessoas desde o início da epidemia na África ocidental, há alguns meses, incluindo 127 na Libéria.

Segundo os novos dados divulgados na sexta-feira pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o balanço da epidemia de febre hemorrágica, em grande parte provocada pelo vírus Ébola, continua a agravar-se com cerca de 1.100 casos e 660 mortos, incluindo 20 casos mortais entre 18 e 10 de julho na Guiné Conacri, Libéria e Serra Leoa.

Ainda não existe uma vacina homologada contra o Ébola, que se manifesta por hemorragias, vómitos e diarreias.

Ler 2833 vezes