Social:

A nova Lei de Bases da Saúde é uma oportunidade perdida de bem legislar, no interesse de todos e depois de ouvida a sociedade civil.
Preço máximo definido na lei é de 39 euros por hora. Ministra da Saúde disse que houve quem pedisse 500 euros por hora para assegurar a urgência da Maternidade Alfredo da Costa no Natal. O que deu origem a grande polémica.
A confusão instalou-se depois de a ministra ter afirmado que não foi possível escalar um anestesista no Natal para a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, porque o valor pedido à unidade eram “500 euros à hora”. Certo é que há anos que a falta de anestesistas no quadro dos hospitais públicos é um problema.
O Instituto de Administração da Saúde admite que se trata de um surto. Em causa estão três adultos, dois do sexo feminino e um do sexo masculino, e já tiveram alta hospitalar.
Opção pelo recurso à justiça teve a ver com o facto de a associação, criada no ano passado para representar o sector, sentir "um total abandono e desprezo" por parte do Governo.
Nos dias 24 e 25 de Dezembro a urgência da MAC esteve a funcionar apenas para os casos urgentes, sendo os restantes encaminhados para outros hospitais, com apenas um anestesista ao serviço.
A Federação Nacional dos Médicos reuniu-se nesta quinta-feira com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, entidade responsável pelos sistemas informáticos do Serviço Nacional de Saúde.
Mais de 500 anestesistas estão em falta nos hospitais públicos em Portugal, segundo o último Censos de Anestesiologia, uma realidade que neste Natal ficou visível na maior maternidade do país.