Social:
quinta, 02 janeiro 2020 06:08

As crianças bebem “mais álcool do que leite” em São Tomé e Príncipe

Projecto liderado por uma investigadora portuguesa, o primeiro estudo do género nos PALOP que será publicado na revista Acta Médica Portuguesa, revela um consumo excessivo de álcool pelas crianças e jovens em São Tomé e Príncipe.

A realidade já era conhecida, mas ainda não tinha sido estudada até 2013, quando Isabel de Santiago, da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), juntamente com uma equipa de especialistas e professores, decidiu analisar o consumo de álcool e drogas por crianças e jovens em São Tomé e Príncipe. Os resultados do estudo são alarmantes e fazem parte de um artigo científico que será publicado em Junho de 2020 na revista Acta Médica Portuguesa.

Mais populares

  • Arquitectura

    Não fosse o medo das alturas e Lisboa (quase) podia ter sido assim

  • Entrevista com Henrique Joaquim

    “É um mito urbano a ideia de que há pessoas que querem viver na rua”

  • i-album
    Exposição

    O muro de Berlim é hoje um “fantasma” — e ela borda-o para o revelar

FONTE - Público

Ler 768 vezes