Social:
quinta, 26 dezembro 2019 09:02

Em vez de ovos e pão branco, comer aveia ao pequeno-almoço evita AVC

Recorrendo a um modelo estatístico, os investigadores calcularam que se uma pessoa substituísse uma porção de ovos ou de pão branco por aveia teria um risco 4% menor de AVC.

Se ao pequeno-almoço optar por comer aveia, em vez de pão branco ou ovos, pode ajudar a diminuir o risco de ter um AVC, avança estudo dinamarquês, publicado na revista Stroke.

Mais

  • A carregar...

Os investigadores avaliaram a dieta de 55 mil adultos na Dinamarca, com uma média de 56 anos de idade, sem sem histórico de acidente vascular cerebral (AVC). No início, em cada semana, os participantes consumiam em média 2,1 porções de ovos, 3 porções de pão branco, 1 porção de iogurte e apenas 0,1 porção de aveia.

Metade das pessoas observadas foi acompanhada ao longo de 13,4 anos e, durante esse tempo, 2260 tiveram um AVC. Recorrendo a um modelo estatístico, os investigadores calcularam que se uma pessoa substituísse uma porção de ovos ou de pão branco por aveia teria um risco 4% menor de AVC em comparação com alguém que comia ovos ou pão ao pequeno-almoço. Comer aveia em vez de iogurte não pareceu contribuir para a possibilidade de ter um AVC.

“Os nossos resultados indicam que se mais pessoas escolherem aveia em vez de pão branco ou ovos, poder-se-á contribuir para a prevenção do AVC, mas há outros factores que também podem contribuir”, salvaguarda Christina Dahm, da Universidade de Aarhus, a principal autora do estudo. Contudo, a aveia contribui para a diminuição do colesterol, acrescenta.

A sugestão é para que se substitua uma porção semanal de ovos ou pão branco por aveia - essa mudança pode contribuir para a quebra de 5% do risco de ter um derrame isquémico, que acontece quando há bloqueios nas artérias, observam os investigadores.

No geral, os participantes do estudo que comiam mais ovos e pão branco tinham hábitos alimentares menos saudáveis ​​do que os que ingeriam mais aveia. Uma dieta de estilo mediterrâneo - com recurso a gorduras naturais como o azeite, ingestão de frutas, frutos secos, grãos integrais, vegetais, lacticínios - pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares.

FONTE - Público

Ler 496 vezes