Social:
sexta, 20 setembro 2019 20:20

Walmart deixa de vender cigarros eletrónicos. Já morreram oito pessoas na sequência da sua utilização

Além das oito mortes relacionadas com a utilização de cigarros eletrónicos, há, até ao momento, 530 pessoas com lesões pulmonares — o que levou a cadeia de supermercados a travar a venda do produto.

A Walmart anunciou esta sexta-feira que vai deixar de vender cigarros eletrónicos, na sequência das oito mortes relacionadas com a sua utilização, nos Estados Unidos, de acordo com informação avançada pelo The New York Times.

Em comunicado, a cadeia de supermercados norte-americana informa que vai vender todos os cigarros que ainda tem em stock e, só depois, irá em interromper a venda. Já no início do ano a Walmart tinha aumentado para 21 a idade mínima para se poder comprar tabaco.

A oitava morte aconteceu esta quinta-feira. Um homem de 40 anos morreu o estado norte-americano de Missouri, devido a complicações a nível respiratório que levaram ao seu internamento no passado dia 22 de agosto. As outras vítimas mortais foram registadas nos estados do Kansas, Illinois, Indiana, Oregon, Minnesota e Califórnia.

Além das oito mortes, até ao momento, há 530 pessoas com lesões pulmonares severas associadas à utilização de cigarros eletrónicos: 67% são pessoas entre os 18 e os 34 anos; 16% têm menos de 178 anos.

No início da semana, o Centro de Controlo de Doenças (CDC) norte-americano ativou um Centro de Operações em Emergência, que acelera a troca de informações entre as autoridades de saúde que estão a combater “este surto de lesões e mortes relacionadas com o cigarro eletrónico”. “A ativação do plano permite que a agência forneça maior suporte operacional na resposta para atender aos desafios à medida que o surto evolui”, esclarece o comunicado do CDC.

FONTE - Observador

Ler 143 vezes