Social:
terça, 16 julho 2019 07:30

Genéricos geram poupança anual de “400 milhões de euros” para o Estado e doentes

Em entrevista ao PÚBLICO o novo presidente da Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares João Madeira fala sobre a situação da indústria em Portugal e sobre os desafios que enfrenta.

João Madeira assumiu recentemente a presidência da Associação Portuguesa de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (Apogen). Em entrevista ao PÚBLICO, o responsável lamenta que esta área não seja vista como mais estratégica na planificação da despesa da saúde. Refere que em dez anos, o preço dos medicamentos genéricos desceu 50% e explica que o mercado português é pouco atractivo pelo baixo preço e pelo volume de negócio que gera. Dificuldades que explicam em parte as situações de rupturas de medicamentos.

Mais populares

  • Privacidade

    FaceApp: a aplicação que está a recolher dados à custa de filtros

  • i-album
    Praias

    Nasceu uma nova praia no Alentejo

  • i-album
    Fotografia

    Amianto: a ameaça invisível de que ninguém está (ainda) a salvo

FONTE - Público

Ler 65 vezes