Social:
terça, 14 maio 2019 20:19

Perderam a casa, a farmácia e ficaram cheios de dívidas: justiça investiga burla de milhões

Família Lopes acusa fundador do Grupo de Farmácias Progresso de os ter enganado e reclamam em tribunal mais de 1,4 milhões de euros. Há 25 réus, entre eles Bruno Lourenço, envolvido já em outros processos.

Alexandre Lopes, a mulher e a filha perderam todo o património que tinham e ainda ficaram com dívidas avultadas, no âmbito de um negócio da venda da farmácia que detinham, a Higiene - Amatus Lusitanus, em Castelo Branco. O comprador nunca cumpriu com o contrato de cessão de quotas e o respectivo plano de pagamentos.

Mais populares

  • i-album
    Almada

    Almada vai ter o maior projecto de requalificação urbana depois da Expo-98

  • i-album
    Televisão

    Conan Osiris não vai à final da Eurovisão

  • i-album
    Arquitectura

    As ideias sonhadoras e alienígenas para a Notre-Dame

FONTE - Público

Ler 70 vezes