Social:
quinta, 18 abril 2019 10:55

Acidente na Madeira: quatro vítimas nos cuidados intensivos. Governo decreta três dias de luto nacional

Governo decretou três dias de luto nacional. Nove passageiros já tiveram alta hospitalar.

Ainda há quatro vítimas do acidente que matou 29 pessoas na Madeira internadas nos cuidados intensivos hospitalares, anunciou o Serviços de Saúde da Região Autónoma, num balanço da situação efectuado esta quinta-feira de manhã.

Mais populares

  • Alterações climáticas

    Salvem o planeta como a Notre-Dame, pediu Greta Thunberg no Parlamento Europeu

  • Função Pública

    Se não tiver combustível para ir trabalhar, tenho falta justificada? FESAP diz que sim

  • i-album
    Fotografia

    Quando as alterações climáticas levam agricultores ao suicídio: Federico Borella vence Sony Awards

Miguel Reis, adjunto da direcção do conselho de administração do Serviço de Saúde, explicou que se trata de doentes politraumatizados “em estado crítico, que necessitam de mais vigilância”. Segundo dados fornecidos nesta conferência de imprensa, nove vítimas do capotamento do autocarro turístico já tiveram alta, outras oito encontram-se internadas nos serviços de ortopedia e um dos feridos está nos cuidados intermédios cirúrgicos. Existem ainda seis pessoas em observação no serviço de cirurgia do Hospital Dr. Nélio Mendonça.

Já no que respeita às 29 vítimas mortais, até sábado o gabinete médico-legal deverá conseguir concluir o processo de identificação dos corpos, assim como as respectivas autópsias, referiu a presidente do conselho de administração do Serviço de Saúde da Região Autónoma, Tomásia Alves.​ Só depois será possível iniciar a sua entrega às respectivas famílias.

“Ainda não nos é possível fazer chegar as informações que os familiares necessitam”, admitiu a mesma responsável, explicando ainda que está a ser prestado “apoio psicológico e espiritual” a quem dele necessitar.

Entretanto, o Governo decretou três dias de luto nacional. "O Conselho de Ministros aprovou hoje o decreto que declara os dias 18, 19 e 20 de Abril como dias de luto nacional, como forma de expressão de pesar e de solidariedade de toda a população nacional para com as vítimas, e suas famílias, do trágico acidente com um autocarro de turismo, na Região Autónoma da Madeira, que provocou a perda irreparável de vidas humanas”, lê-se num comunicado oficial divulgado esta quinta-feira.

Todas as vítimas mortais, 11 homens e 18 mulheres, são de nacionalidade alemã. Entretanto, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, enviou as suas condolências aos familiares e amigos daqueles que perderam as vidas na freguesia do Caniço, ao mesmo tempo que expressou desejo de recuperação rápida aos feridos deste “terrível acidente”.

“Foi com uma tristeza profunda que soube do trágico acidente de autocarro na ilha da Madeira que tirou a vida a 29 concidadãos europeus da Alemanha e deixou muitos outros feridos. Os nossos pensamentos estão com as vítimas”, refere uma declaração publicada no site da União Europeia. “Quero ainda agradecer aos serviços de emergência e às autoridades na Madeira pela sua acção célere no terreno”.

FONTE - Público

Ler 245 vezes