Social:
sexta, 11 janeiro 2019 09:59

Dietas ricas em fibra contribuem para uma vida mais saudável, revela estudo

Um bom objectivo para aqueles que desejam obter ganhos de saúde seria ingerir 25g a 29g de fibra alimentar por dia, recomenda o estudo.

As pessoas que consomem muitos alimentos ricos em fibras e grãos integrais têm menor risco de ter doenças cardíacas, diabetes e outras doenças crónicas, revela um estudo encomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mais populares

  • Ambiente

    Copos de plástico descartáveis proibidos em Lisboa a partir de 2020

  • INEM

    "Interesse público" dita despedimento de médico. Falta provar impacto das suas acções nos doentes

  • i-album
    Arquitectura

    Uma “casa com escala de cidade” que reinventa a arquitectura palaciana

Para cada aumento de 8 gramas de fibra consumida por dia, o total de mortes e incidências de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e cancro do intestino caiu de 5% a 27%, segundo o estudo. A protecção contra acidentes vasculares cerebrais (AVC) e cancro da mama também aumentaram.

Um bom objectivo para aqueles que desejam obter ganhos de saúde seria ingerir 25g a 29g de fibra alimentar por dia, recomenda o estudo. Mas os dados, publicados numa série de revisões sistemáticas e metaanálises na revista médica The Lancet, também sugeriram que a maior ingestão de fibra dietética poderia oferecer uma protecção ainda maior.

“Estas descobertas fornecem evidências convincentes de que as orientações nutricionais concentram-se no aumento da fibra alimentar e na substituição de grãos refinados por grãos integrais. Isso reduz o risco de incidência e mortalidade de uma ampla gama de doenças importantes”, declara Jim Mann, professor da Universidade de Otago, Nova Zelândia, que co-liderou a pesquisa.

Segundo o estudo, a maioria das pessoas no mundo actualmente consome menos de 20g de fibra alimentar por dia. Na Grã-Bretanha, em 2015, um comité consultivo sobre nutrição recomendou um aumento na ingestão de fibra dietética para 30g por dia, mas apenas 9% dos adultos britânicos conseguiram atingir essa meta. Nos EUA, a ingestão de fibras entre adultos é em média de 15g por dia.

Mann disse que os benefícios para a saúde da fibra alimentar – contida em alimentos como grãos integrais, legumes, verduras e frutas – justificam-se pela sua química, propriedades físicas, fisiologia e os efeitos no metabolismo.

“Os alimentos integrais ricos em fibras que exigem a mastigação e retêm grande parte de sua estrutura no intestino aumentam a saciedade e ajudam no controlo do peso”, informa ainda o investigador.

FONTE - Público

Ler 109 vezes